O Túnel 2

O Túnel

Autor: Ernesto Sabato

Editora: Relógio d’Água

Data/Edição: s/d/1ª edição

Nºde Páginas: 170  págs.

Estado de Conservação: Usado, muito bom

Preço: 15€

Sinopse: “O Túnel” foi a primeira novela escrita pelo argentino Ernesto Sabato e que, conjuntamente com “Heróis e Túmulos” e “Abaddón, O Exterminador”, o tornaram um dos mais importantes escritores contemporâneos. “O Túnel” possui uma estrutura quase policial, tendo em Maria Iribarne uma personagem feita dessa alternância de luz e sombra que acaba por levar Juan Pablo Castel a assassiná-la, num processo em que ose seus actos são analisados até à exaustão. Livro sobre o amor, é também uma obra sobre a criação e o que nela pode haver de obsessivo na sua ânsia de exprimir a solidão para desse modo a ultrapassar. “Existiu uma pessoa que poderia entender-me; mas foi precisamente essa a pessoa que matei”, diz Juan Pablo que se apaixonara pela mulher que fora capaz de compreender um quadro seu e de que mais tarde não suportará o abandono que lhe devolve uma solidão ainda mais insuportável.”

Antologia Poética 10

Antologia Poética

Autor: Manuel da Fonseca

Editora: Diabril

Data/Edição: 1976/1ª edição

Nº de Páginas: 86 págs.

Estado de Conservação: bom, usado, com alguns apontamentos e sublinhados a lápis

Observações: Esgotado. Col. Antologias nº2

Preço: 10€

Memórias 16

Memórias

Autor: Humberto Delgado

Editora: Compasso do Tempo

Data/Edição: 1974(1ª ed.)

Nºde Páginas: 365 págs.

Estado de Conservação: usado

Preço: 12€

PROMOÇÃO -40% (ATÉ 24/12)= 7,20€

Observações: Edição antiga, rara

A portuguesa e Outras Novelas 28

A portuguesa e Outras Novelas

Autor: Robert Musil

Editora: Dom Quixote

Data/Edição: 2008 (1ªedição)

Nºde Páginas: 230 págs

Estado de conservação: novo

Outras observações: Robert Musil Obras ll Direcção de João Barrento

Preço: 10€

Sinopse:

“Robert Musil, um dos nomes do ‘quarteto revolucionário’ na prosa das primeiras décadas do século XX – Proust, Joyce, Kafka, Musil -, é um autor sem biografia, como dirá Hermann Broch, seu contemporâneo e compatriota:’Nenhum de nós tem propriamente uma biografia: vivemos e escrevemos, e é tudo.’ Musil legou-nos alguns dos mais significativos fragmentos de literatura do século, cujos traços mais salientes são a complexidade dos seus perfis anímicos e o rigor da observação, da análise e da reflexão – uma obra que se orienta pelos princípios, contidos na fórmula lapidar que ele próprio cunhou, da exactidão e da alma.” João Barrento

Menina e Moça 30

Menina e Moça

Autor: Bernardim Ribeiro

Editora: Círculo de Leitores

Data/Edição: 1989 (1ªedição)

Nºde Páginas: 161 págs

Estado de conservação: Usado.

Preço: 6€

Outras observações: Introdução de Hélder Macedo

Sinopse:

“O livro é um extenso solilóquio, numa voz feminina só identificada pela tautologia na frase inicial ‘Menina e moça me levaram de casa de minha mãe para muito longe’. Nas primeiras páginas a narradora revela que foi separada do seu ‘amigo verdadeiro’ e que, depois de muitas tristezas, veio para um lugar solitário escrever o livro, que talvez não possa terminar, enquanto aguarda a ‘derradeira hora’ que ‘não pode já vir longe’. O propósito do livro é relatar o que, visto e ouvido ‘em coisas alheias’, a fez reviver o seu próprio sofrimento. Ao deambular pelo vale a Menina encontra uma mulher desconhecida, cuja aparência é a de ‘dona do tempo antigo’, que também conheceu grandes tristezas e se oferece para lhe contar uma história de amor e de sofrimento que tinha acontecido naquela própria terra, a ‘história dos dois amigos’. O que a Dona conta passa a constituir a narrativa da Menina em lugar daquela, sobre a sua própria vida, para que havia longamente preparado o leitor.”

Da Introdução de Hélder Macedo

A Virgem Vermelha 36

A Virgem Vermelha

Autor: Fernando Arrabal

Editora: Dom Quixote

Data/Edição: 1987(1ªedição)

Nºde Páginas: 256 págs

Estado de conservação: Bom. Usado, com assinatura de posse e data. Encadernado com papel cebola.

Observações: Esgotado no editor.

Preço: 10€

Sinopse:

“Eu soube que tu já existias, desde a eternidade, antes ainda de seres concebida. Tu adiantavas-te ao rebentar das torrentes originais da terra e às primeiras nuvens, cisternas do céu. Tu exististe sempre, mesmo quando o corpo do teu espírito ainda não estava fragmentado. Foi uma evidência que eu compreendi assim que imaginei o projecto. A Nicolas Trévisan, disse toda a verdade.”

O Homem Medieval 38

O Homem Medieval

Autor: Jacques Le Goff

Editora: Editorial Presença

Data/Edição: 1989 (1ª edição)

Nºde Páginas: 258 págs.

Estado de conservação: Usado. Tem um ligeiro rasgão na lombada. Encadernado com papel cebola.

Outras observações: Esgotado no editor. Colecção O Homem e a História nº 1

Preço: 12€

O Rapaz de Botticelli 40

O Rapaz de Botticelli

Autor: Mafalda Ivo Cruz

Editora: Dom Quixote

Data/Edição: 2002 (1ª edição)

Nºde Páginas: 259 págs.

Estado de conservação: Bom. Usado. Tem um pequeno corte na capa.

Outras observações: Esgotado no editor.

Preço: 12€

Sinopse:

‘Transportamos sempre os nossos mortos’. ‘Sofremos de coisas muito antigas.’É assim que o corpo de Nijinski está no corpo de Efron Cage.E chegamos à personagem central do livro. Efron Cage. Nome inventado – máscara, metamorfose, síntese, o que quiserem. Filho de uma russa e de um sapateiro. Aprendeu a voar tão alto como Nureiev. Torceu o corpo, repetidamente, para isso. Tinha ‘a cabeça do rapaz de Botticelli’. Um excesso de luz. Um sol de trevas. ‘Quando entrava no palco era como se estivesse a entrar numa mulher.’ A sua história é contada ao longo deste livro em relâmpagos. Mais perto, mais longe. Tal como as histórias existem na nossa cabeça. Circulando umas entre as outras, sobrepondo-se, ramificando-se, como veias, como nervos. E estancam. Vão a correr e travam. Depois precipitam-se. Deflagram. ‘Como numa construção cubista, todas as faces se misturavam.’ Se a esta citação do livro juntarmos uma de Breton – ‘a beleza será convulsiva ou não será’ – ficaremos próximos do que é a escrita de Mafalda Ivo Cruz.” Alexandra Lucas Coelho

Mafalda Ivo Cruz ganhou com o seu romance Vermelho, em 2004, o Grande Prémio de Romance e Novela da APE.